Com cara de Europa: Brasil

0
130

Quem foi que disse que é preciso sair do Brasil para se sentir na Europa?

Nosso país é simplesmente maravilhoso e, se tem algo do qual temos certeza, é o fato de que somos riquíssimos em diversidade. Arquitetura, gastronomia, tradições e costumes são apenas alguns dos fatores que carregamos em nossa herança cultural, famosa por reunir um pouquinho de cada canto do mundo.

Para conhecer o tamanho da influência europeia em nossa terra, aqui vão alguns lugares charmosos por natureza e que esbanjam ares internacionais.

Holambra – São Paulo

Foto: Holambra – São Paulo | Crédito: Google

Um pedacinho da Holanda no Brasil, Holambra fica a apenas 120 km da capital paulista e foi apelidada de “Capital Nacional das Flores”. O destino arranca suspiros de todos os visitantes logo em seu portal de entrada, que traz fortes características das construções tipicamente holandesas. Além disso, ao caminhar pela cidade também é possível admirar várias casinhas coloridas e moinhos, como o Moinho Povos Unidos, um dos símbolos locais.

A arquitetura, a gastronomia e os lindos campos de flores refletem os costumes coloniais e fazem dali um ótimo destino de fim de semana ou, então, uma opção ideal para um bate-volta de dia inteiro. Uma curiosidade: o nome da cidade surgiu a partir da mistura de Holanda (Hol), América (Am), e Brasil (Bra).

Bônus: Holambra é o endereço da maior exposição de flores ornamentais da América Latina, a Expoflora.

Penedo – Rio de Janeiro

Foto: Penedo – Rio de Janeiro | Crédito: Google

Também chamada de “Finlândia Brasileira”, Penedo é um oásis entre São Paulo e Rio de Janeiro. Única colônia finlandesa no país, tem o turismo como sua principal fonte de renda e é recheada de atrações, como cachoeiras, passeios a cavalo, pesca, o Pico do Penedinho e um museu.

Não deixe de visitar o sensacional parque “Pequena Finlândia”, que reproduz fielmente uma pequena cidade do país, localizado no norte europeu. Inclusive, é possível visitar a casa e até mesmo falar com o Papai Noel. Isso sem levar em conta a belíssima vegetação de araucárias, as casas coloridas e as muitas fábricas de chocolate.

Bento Gonçalves – Rio Grande do Sul

Foto: Bento Gonçalves – Rio Grande do Sul | Crédito: Google

A combinação perfeita de vinho + gastronomia, Bento Gonçalves pode ser comparada à romântica região da Toscana. Reconhecida como a “Capital Brasileira da Uva e do Vinho”, um de seus principais pontos turísticos é o Vale do Vinhedo, roteiro de 7 km que percorre mais de 25 construções em pedra e madeira e por meio do qual dá para conhecer os legados histórico, gastronômico e cultural deixados pelos italianos.

Pioneira no desenvolvimento do enoturismo nacional, Bento Gonçalves é um convite ao imperdível roteiro “Caminhos de Pedra”, que passa por paisagens deslumbrantes e preservadas casas de pedra, e para os passeios de Maria Fumaça rumo à cidade de Garibaldi, os quais conduzem a uma inesquecível viagem no tempo.

Monte Verde – Minas Gerais

Foto: Restaurantes em Monte Verde, Minas Gerais, Crédito: Google

Em meio a paisagens verdes compostas por araucárias, pinheiros, eucaliptos e incríveis cachoeiras, Monte Verde, em Minas Gerais, está a cerca de 1.500 metros de altitude e conta com influências europeias que vão muito além do clima frio e da gastronomia, cujos pratos são inspirados na culinária do Velho Continente.

O principal atrativo da cidade fica por conta da arquitetura, que traz a herança dos primeiros imigrantes, os letos, sendo possível encontrar construções no estilo alpino (chalés de madeira). Cidade pertencente ao distrito de Camanucaia, é um dos principais destinos de inverno e divide o título de Suíça Brasileira com Campos do Jordão.

E aí, #partiu? Conta pra gente qual será o seu próximo destino!

Avalie o Post

Comments are closed.