Amantes de vinho – África do Sul

0
154

Praias espetaculares banhadas pelos oceanos Atlântico e Índico, safáris com animais fantásticos, montanhas majestosas e – pasme! – vinícolas que produzem rótulos premiados mundialmente: quando se fala em turismo, a África do Sul é um país completo. Neste post, nós brindamos os passeios regados a vinho, harmonizações e paisagens de tirar o fôlego. Vem com a gente!

Constantia

Enogastronomia – Cidade do Cabo – África do Sul | Crédito: South African Tourism

Na Cidade do Cabo, aos pés da icônica Table Mountain, mansões históricas bem preservadas e vinícolas compõem a paisagem da região produtora de vinho mais antiga da África do Sul, Constantia, e compartilham um pouco da história do país: elas são heranças da colonização holandesa, datada do fim do século 17.

Entusiastas do enoturismo encontram nesta parte da cidade a possibilidade de desfrutar dias ensolarados nos jardins de propriedades que parecem ter saído de romances antigos ao mesmo tempo em que apreciam um bom vinho ou espumante e contemplam a linda vista, emoldurada por montanhas.

Outras ótimas opções para aproveitar o dia por ali são passeios de bicicleta pelos caminhos que contornam os vinhedos ou praticar tacadas nos campos de golfe dos hotéis. Tudo muito cinematográfico.

Stellenbosch e Franschhoek

Região Vinícola do Cabo – Cidade do Cabo – África do Sul | Crédito: South African Tourism

Seguir viagem para o interior do país leva a duas das melhores regiões vinícolas nacionais, Stellenbosch e Franschhoek. A primeira é uma cidade universitária aninhada entre as montanhas Simonsberg e Papegaaiberg, repleta de estudantes circulando com suas bicicletas pelas ruas embelezadas por carvalhos. Fora os vinhos, outro destaque é a oferta gastronômica, que inclui três dos dez melhores restaurantes do país, de acordo com o guia sul-africano Eat Out. São eles: Rust en Vrede, Jordan e Terroir.

Situada no vale do Drakenstein, Franschhoek figura como uma das zonas produtoras de vinho mais exuberantes da África do Sul. A cozinha local tem influência dos franceses que passaram pela região e agrada até os paladares mais exigentes. O passeio de bondinho (Wine Tram) é uma ótima maneira de explorar Franschhoek: ele faz o transporte entre as vinícolas cruzando paisagens cênicas – e os turistas podem degustar vinhos e alimentos à vontade, sem se preocupar com a direção.

Rota 62 (ou Rota dos Vinhos)

Viajantes com o itinerário mais flexível têm a opção de percorrer a Rota dos Vinhos, que leva da Cidade do Cabo ao litoral de Porto Elizabeth em uma viagem de 850 km, composta por cenários deslumbrantes e paradas em diversas zonas produtoras abertas para visitação.

Uma delícia de viagem, não?! Para você que ficou com vontade de embarcar para a África do Sul no próximo voo, aqui vão alguns links para ajudar a planejar essa viagem inesquecível:

Avalie o Post

Leave a reply