Salto alto e carro: 5 coisas para evitar em sua viagem para Ouro Preto

A viagem para Ouro Preto é um roteiro bastante famoso entre os turistas brasileiros, mas é preciso saber o que evitar para ter uma boa estadia por lá.
0
135

A viagem para Ouro Preto é um roteiro bastante famoso entre os turistas brasileiros, mas é preciso saber o que evitar para ter uma boa estadia por lá.

Se fazer uma viagem para Ouro Preto está nos seus planos para um final de semana ou um feriado, não há dúvidas de que você encontrará coisas para se manter entretido, seja caminhando pelas ruas históricas, seja curtindo a noite nos bares e restaurantes da cidade.

A verdadeira questão está no que não fazer durante sua viagem para Ouro Preto , ou seja, o que você deveria evitar para não ter estresse e acabar estragando o roteiro por razões que poderiam ser evitadas.

Pensando nisso, o iG Turismo conversou com Luísa Dalcin, gerente de conteúdo do buscador de viagens Viajala.com.br, e separou algumas dicas importantes para você ter em mente quando visitar uma das principais cidades históricas de Minas Gerais .

O que evitar na viagem para Ouro Preto #1: salto alto e sapatos desconfortáveis

Foto: O que evitar na viagem para Ouro Preto: sapatos de salto alto ou muito delicados vão atrapalhá-lo; use sempre um tênis, Crédito: Shutterstock

O conforto é tudo numa viagem, principalmente quando se vai para uma cidade histórica como Ouro Preto. Segundo Luísa, se você quiser passear a pé sem problemas por essa joia da Rota do Ouro  – algo que você fará muito – é bom usar calçados adequados.

Isso significa deixar de lado sapatos sociais, sapatos de salto alto ou qualquer coisa que seja muito apertada ou muito delicada. Para percorrer as ladeiras de lá, o melhor é o bom e velho tênis.

O que evitar na viagem para Ouro Preto #2: hospedar-se longe do Centro Histórico

Boa parte das atividades turísticas das cidades históricas de Minas Gerais ficam em seus Centros Históricos, e em Ouro Preto não é diferente. Por isso, a última coisa que você deve fazer é reservar um quarto num hotel distante.

“Os hotéis mais centrais podem até ser mais caros, mas compensam na praticidade e na economia de tempo e energia”, observa a gerente de conteúdo do Viajala.com.br.

O que evitar na viagem para Ouro Preto #3: andar de carro no Centro

Foto: O que evitar na viagem para Ouro Preto: andar de carro no Centro é perigoso, então fique longe do volante, Crédito: Shutterstock

E se você vai ficar num hotel bem centralizado, não há motivos para pegar o carro, a não ser que você vá fazer um  bate e volta até Belo Horizonte durante seu final de semana em Ouro Preto.

Se você não está convencido, Luísa lembra que a proximidade das atrações torna os automóveis desnecessários e que as ruas estreitas e íngremes podem dificultar a sua vida na hora de manobrar o carro – além do mais, é muito mais prazeroso conhecer as cidades da Rota do Ouro a pé.

O que evitar na viagem para Ouro Preto #4: não vá no carnaval ou na Páscoa se quer calma

Outra dica é evitar a cidade durante os feriados do carnaval e da Páscoa se você quer calma, já que durante essas épocas do ano a cidade fica lotada de turistas que vão apreciar as festividades tradicionais de Ouro Preto, como os tapetes floridos na Páscoa.

O que evitar na viagem para Ouro Preto #5: passeios “furada”

Foto: O que evitar na viagem para Ouro Preto: os passeios pelas minas pode sair caro, então pense duas vezes, Crédito: Reprodução/Flickr/Julien Ehret

Conhecer as minas de Ouro Preto é uma atividade bastante popular dentre os turistas que visitam a cidade, mas vale a pena pensar bem antes de gastar seu dinheiro com esse passeio.

Isso porque o preço de algumas delas, principalmente das mais visitadas, pode ficar bastante salgado. Para entrar na Mina da Passagem, por exemplo, cada adulto deve pagar R$ 88,00.

Então se você estiver tentando economizar na viagem para Ouro Preto , o melhor é ficar no Centro Histórico da cidade, onde as atrações são bem baratas e até mesmo gratuitas.

 

Avalie o Post

Leave a reply